A ansiedade e a compulsão alimentar

Ficar muito tempo em casa tem nos deixado mais ansiosos, não é mesmo? A ociosidade, o medo, o tédio, a enxurrada de notícias ruins que aparecem todos os dias e o fácil acesso aos alimentos estocados dentro de casa criam o cenário ideal para a compulsão alimentar acontecer.


A compulsão alimentar é caracterizada pela ingestão exagerada de alimentos, mesmo sem fome ou necessidade física. É comum que a pessoa compulsiva perca o controle sobre a quantidade que está ingerindo, comendo grandes quantidades em um curto tempo.


O grande problema desse comportamento é que ele pode ser o gatilho de outras doenças graves, como diabetes, obesidade e problemas no coração.
"Sair da dieta" ou exagerar um pouco na alimentação é comum, esporadicamente. Isso nada tem a ver com compulsão alimentar. A compulsão detona episódios de comilança sem freio, onde o paciente não consegue parar de comer mesmo que tente, e come o equivalente a vários dias de alimentação normal. Ele perde completamente o controle sobre o que está fazendo, e esta é a grande sensação de quem passa pelo problema: perda de controle. Além disso, os episódios de compulsão alimentar podem acontecer poucas vezes por semana ou podem ser mesmo diários. É comum que quem sofra com este problema tenha doenças como depressão e, principalmente, ansiedade.


É importante que a pessoa procure um nutrólogo, que também poderá indicar o tratamento psiquiátrico como apoio. Para tratar o quadro de compulsão, o mais indicado é uma reeducação alimentar, onde o médico adapta o cardápio do paciente para ser o mais nutritivo e equilibrado possível, sem dietas restritivas. Além disso, é preciso ter paciência, pois pode levar meses para que a compulsão seja revertida. Em paralelo, o tratamento psiquiátrico tem como objetivo identificar os gatilhos que fazem a pessoa comer compulsivamente, estabelecer estratégias de controle e ajudar a lidar com esse problema.


Se você percebe que tem algum desses sintomas, procure um nutrólogo para que, juntos, montem a melhor estratégia para resolver o problema.


Dra. Laira Metzen
Médica
Pós-graduada em nutrologia
CRM - 23556
http://www.lairametzen.com.br/


Fontes:
https://www.vittude.com/blog/compulsao-alimentar/
https://www.boavontade.com/pt/saude/qual-relacao-entre-compulsao-alimentar-e-ansiedade
 

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias e artigos relacionados: