A obesidade infantil no Brasil

Números mostram que a prevalência de obesidade infantil no Brasil subiu 240%nos últimos vinte anos. A principal causa é alimentação inadequada e pouca atividade física. Menos de 5% dos casos se deve a doenças e a genética só se manifesta se o ambiente for favorável ao excesso de peso. Na fase de crescimento é muito importante que os pais estejam atentos quanto ao desenvolvimento orgânico e emocional dos seus filhos. A criança obesa tem tendência a se isolar das outras crianças por ser diferente e ter vergonha ,que só piora o quadro e geralmente eles deixam de se exercitar ,brincar e descontam na comida. Na puberdade tem 40% de chances de manter este quadro na vida adulta. No caso de adolescentes, esta chance aumenta para 70%.

O tratamento e acompanhamento das crianças obesas envolve mudança no estilo de vida é fundamental investir a reeducação dos hábitos alimentares e de atividade física. Um ponto importante, que toda a família deve estar envolvida, pois os pais, antes de mais nada, devem dar o exemplo. Assim, ao identificar o ganho excessivo de peso nas crianças, procure orientação médica, quanto antes tratar melhor será para sua saúde e menores serão as consequências psicológicas e físicas na vida adulta.

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias e artigos relacionados:

  • A ansiedade e a compulsão alimentar

    Ficar muito tempo em casa tem nos deixado mais ansiosos, não é mesmo? A ociosidade, o medo, o tédio, a enxurrada de notícias ruins que aparecem todos os dias e o fácil acesso aos alimentos estocados dentro de casa criam o cenário ideal para a compulsão alimentar acontecer.
    Saiba mais

  • Dietas radicais x obesidade

    As dietas radicais (principalmente as que ficam na moda de tempos em tempos) e o excesso de exercícios físicos nem sempre eliminam a gordura corporal.
    Saiba mais