A obesidade infantil no Brasil

Números mostram que a prevalência de obesidade infantil no Brasil subiu 240%nos últimos vinte anos. A principal causa é alimentação inadequada e pouca atividade física. Menos de 5% dos casos se deve a doenças e a genética só se manifesta se o ambiente for favorável ao excesso de peso. Na fase de crescimento é muito importante que os pais estejam atentos quanto ao desenvolvimento orgânico e emocional dos seus filhos. A criança obesa tem tendência a se isolar das outras crianças por ser diferente e ter vergonha ,que só piora o quadro e geralmente eles deixam de se exercitar ,brincar e descontam na comida. Na puberdade tem 40% de chances de manter este quadro na vida adulta. No caso de adolescentes, esta chance aumenta para 70%.

O tratamento e acompanhamento das crianças obesas envolve mudança no estilo de vida é fundamental investir a reeducação dos hábitos alimentares e de atividade física. Um ponto importante, que toda a família deve estar envolvida, pois os pais, antes de mais nada, devem dar o exemplo. Assim, ao identificar o ganho excessivo de peso nas crianças, procure orientação médica, quanto antes tratar melhor será para sua saúde e menores serão as consequências psicológicas e físicas na vida adulta.

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias e artigos relacionados:

  • Síndrome da Fome Oculta: você sofre com ela?

    A “fome oculta” é a carência de micronutrientes (vitaminas e minerais) causada pelo grande consumo de alimentos industrializados e baixa ingestão de produtos “naturais” (frutas, legumes e verduras).
    Saiba mais

  • O acompanhamento nutrológico e seus benefícios para autistas

    Quem convive com autistas sabe que eles comumente sofrem com constipação, diarreia, gases, inchaço abdominal e outros sintomas gástricos. A causa pode estar ligada a uma disfunção enzimática encontrada nesses pacientes, que não conseguem digerir proteínas como o glúten (presente na farinha) e a case
    Saiba mais