Alimentação para combater a ansiedade e o estresse

O Brasil já era o país campeão em casos de pessoas ansiosas do mundo. Agora, com a pandemia do Covid-19, pesquisa realizada pela UERJ e publicada virtualmente pela revista The Lancet mostra que os casos de crise aguda de ansiedade pularam de 8,7% para 14.9%.
O desequilíbrio emocional se reflete também na alimentação: quem passa pelo transtorno pode se alimentar em maior quantidade ou ficar período maiores sem comer. Aí, quando se alimenta, o faz de forma menos consciente, consumindo mais comidas ultra processadas.
Mas você sabia que o contrário também é possível, com a alimentação influenciando a saúde mental? Isso acontece porque existem diversos alimentos que pioram os quadros de estresse e diversos outros que possibilitam uma melhora nesses casos.
A alimentação tem o poder de liberar serotonina no cérebro, hormônio responsável pelo sentimento de felicidade, que diminui a irritabilidade, a ansiedade e o estresse. Alguns nutrientes capazes de provocar a produção de serotonina são:
- Proteínas: elas possuem aminoácidos conhecidos como triptofanos, que são os principais precursores da serotonina. As proteínas são encontradas, principalmente, em carnes, aves, peixes, leites, nozes e castanhas;
- Carboidratos: eles conseguem aumentar o nível de açúcar no sangue, que estimula a produção de insulina e favorece a passagem dos triptofanos. Por isso, é importante consumir um carboidrato junto com a proteína. Algumas fontes de carboidrato são: arroz, batata, mandioca, milho e cereais.
- Vitaminas do Complexo B: essas vitaminas atuam na produção de energia do organismo, agindo no sistema nervoso, ajudando o corpo a relaxar.
- Cálcio e magnésio: eles regulam a produção adequada de serotonina. Podem ser encontrados em laticínios, sementes e oleaginosas.
Essas são algumas dicas de nutrientes para consumir e diminuir a ansiedade e estresse. Porém, é importante ter em mente que o consumo deve ser feito de forma equilibrada e sem exageros. Qualquer alimento pode fazer mal quando consumido em quantidades maiores do que o necessário. 
Dra. Laira Metzen
Médica
Pós-graduada em nutrologia
CRM - 23556
http://www.lairametzen.com.br/

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias e artigos relacionados: