Como perder o quilos ganhados na quarentena?

O isolamento social e a quarentena estão afetando nossa rotina e também nossa saúde psicológica. E os reflexos disso podem ser vistos na balança. O home office traz reflexos para a alimentação, que geralmente é feita mais vezes por dia (afinal, em casa, o alimento está facilmente ao alcance das mãos) e com alimentos diferentes dos costumeiros (muita gente está aproveitando o tempo em casa para testar e experimentar novas receitas). E escolher alimentos saudáveis também está mais difícil, assim como fazer exercícios.

A quarentena também traz à tona um comportamento conhecido como "fome emocional", quando a pessoa come mais do que o normal para aliviar os sintomas de ansiedade e estresse que está sentindo. E nesses episódios, as pessoas acabam comendo mais besteiras. Dados de uma pesquisa feita pela Horus mostra que, nas cidades de Rio de Janeiro e São Paulo, os alimentos que tiveram maior aumento de procura entre março e abril de 2020 são: sorvete (56%), leite condensando (55%), misturas para bolos (19,5%) e salgadinhos (14,4%). Todos ultraprocessados e ricos em açúcares, mas que causam grande sensação de prazer e conforto quando consumidos.

Se você já percebeu que isso está acontecendo com você, hoje vou dar algumas dicas de como perder ou evitar quilinhos a mais:

- Nada de tentar apostar em dietas restritivas: além de serem prejudiciais para sua saúde mental (que pode já estar afetada pelo momento atual), as dietas restritivas causam episódios de exagero e compulsão alimentar, em que a pessoa engorda todos os quilos que perdeu e, muitas vezes, ainda ganha mais peso;

- Planeje suas refeições: tente pensar em como você se alimentava antes da quarentena e tente manter a mesma rotina que já tinha, com alimentos parecidos e horários regulados para comer, sem ficar "beliscando" o tempo todo;

- Tente se exercitar: mesmo que não seja no mesmo ritmo de antes, é importante que você não deixe seu corpo parado. Existem diversos aplicativos que ensinam e disponibilizam treinos para serem feitos em casa, usando apenas o peso do corpo;

- Aprecie cada refeição: com o dia a dia corrido, é normal comermos tudo rapidamente. Que tal aproveitar o tempo mais desacelerado do momento para saborear e apreciar cada refeição? Tente prestar atenção ao seu corpo e aos sinais de saciedade e fome;

- Não desconte na comida: se você não está se sentindo bem, que tal, em vez de comer tudo o que vê pela frente, ligar para aquela amiga especial e desabafar com ela?

E se mesmo com todas essas dicas, você ainda ficar inseguro e preocupado com a saúde alimentar, procurar um nutrólogo pode ser o caminho certo para pensar em um cardápio para seu dia a dia que vai satisfazer sua fome e evitar as sessões de exageros.

Dra. Laira Metzen
Médica
Pós-graduada em nutrologia
CRM - 23556
http://www.lairametzen.com.br/


Fontes:

https://6minutos.com.br/economia/comida-vira-valvula-de-escape-para-a-quarentena-e-explode-consumo-de-doces-e-salgados/

https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2020/04/01/como-nao-engordar-na-quarentena.htm

https://catracalivre.com.br/saude-bem-estar/engordou-na-quarentena-entenda-por-que-isso-nao-e-um-problema/

https://nutricaosemneura.blogosfera.uol.com.br/2020/05/06/medo-de-engordar-na-quarentena-10-dicas-para-nao-se-preocupar-tanto/

https://gooutside.com.br/esta-tudo-bem-comer-mais-e-exercitar-se-menos-durante-a-quarentena/

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias e artigos relacionados: