Gestação e alimentação

A gravidez é um momento especial na vida de uma mulher. Nessa fase, o corpo passa por várias transformações que exigem cuidados especiais, principalmente na alimentação.

O ideal é que a dieta seja equilibrada. A ideia de comer à vontade, devorando tudo o que tiver vontade, não é saudável nem para a mãe e nem para o bebê.

A chance de uma mãe obesa ter um filho com sobrepeso é muito alta.

No lado oposto disso, existem as mulheres que não comem para não engordar, não pensando nas privações que o bebê pode estar sofrendo. A falta de alimentação pode deixar a criança com problemas graves de saúde.

Pode haver a necessidade de repor vitaminas e minerais, a partir de exames e avaliações, conforme a demanda de cada mamãe.

Um exemplo é a Vitamina D: 99% da população sofre com a deficiência desse nutriente que promove a absorção adequada de cálcio. Imagine a falta dessa vitamina em uma gestante!

A perda do cálcio leva a um desgaste ósseo muito grande, podendo causar Osteoporose na gestante. No bebê, a deficiência de vitamina D pode causar má formação óssea, podendo ter como consequência o raquitismo e o autismo.

Geralmente, também existe uma grande necessidade de repor Ácido Fólico e Vitaminas do Complexo B nas gestantes. Mas é importante lembrar que a alimentação deve ser sempre a maior fonte de vitaminas e minerais. Por isso é importante ter sempre a orientação e monitoração alimentar de um profissional.

O cuidado alimentar nessa fase fará toda a diferença na saúde e disposição do bebê e da futura mamãe.

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório