Conheça os tipos de doenças que envolvem intolerância ao glúten

O glúten é considerado um “vilão” pela maioria das dietas que estão na moda, mesmo que pesquisas científicas já tenham provado que a sua restrição não é garantia de perda de peso ou de saúde.
Porém, o glúten pode ser sim prejudicial para quem tem problemas específicos de saúde, com intolerância a essa proteína.
As doenças que envolvem intolerância ao glúten são classificadas em três tipos:
- Doença celíaca, que é autoimune. Ou seja, acontece quando o próprio sistema imunológico do organismo ataca as paredes do intestino delgado quando o glúten chega para ser digerido. Isso causa um processo inflamatório que prejudica as células intestinais, que diminuem de tamanho e acabam absorvendo os nutrientes de forma deficiente. Essa doença é mais comum de ser diagnosticada em crianças, mas pode também ser descoberta na fase adulta.
Os principais sintomas da doença celíaca são: deficit de crescimento (em crianças), diarreia crônica, anemia, osteoporose, flatulência excessiva, distensão e dor abdominal e diversos outros problemas na pele, ossos, esmaltes do dente, etc. Em alguns casos, a pessoa pode ter a doença celíaca, mas ser assintomática ou ter sintomas não convencionais.
Se a doença for diagnosticada, o tratamento indicado envolve a mudança na dieta, evitando alimentos que contenham glúten.
- Sensibilidade ao glúten não-celíaca, que é diagnosticada quando os quadros de doença celíaca e alergia ao trigo foram descartados.
Diferente da doença celíaca, que tem base genética, a sensibilidade ao glúten é uma intolerância sintomática ao glúten. Por isso, nesse caso, não há lesões no intestino e nem inflamação. Mesmo assim, os sintomas sentidos pelos pacientes são parecidos com os relatados por celíacos: Distensão abdominal, enxaquecas, diminuição da absorção de nutrientes, diarreias ou intestino preso, anemia, inchaço, náuseas e dores. Geralmente, os sintomas são sentidos durante dias (ou horas) após a ingestão de alimentos com glúten.
- Alergia ao trigo, que também tem sintomas parecidos com as outras duas doenças, como a dor e a distensão abdominal. Porém, por ser uma alergia, o corpo rejeita a proteína e cria um anticorpo para lidar com ela. Por isso, outros sintomas mais severos podem aparecer, como: dermatites, tosse, chiado, falta de ar, náuseas, vômitos, diarreias, desmaios e, em casos muito graves, choque anafilático e óbito.
A doença é conhecida como “alergia ao trigo”, porém, como o problema está ligado ao glúten, a pessoa pode também ter reações ao ingerir centeio e cevada, por exemplo.
Como não há um tratamento para esse tipo de doença, o contato com o alimento deve ser totalmente evitado.
Para diagnosticar qualquer uma dessas doenças, é necessário procurar um médico especialista. A partir do aparecimento dos sintomas, os exames de sangue são os mais utilizados, com especificações para cada caso de doença.
 

Depoimentos:

Fale conosco:

* Preenchimento obrigatório

Matérias e artigos relacionados: